sexta-feira, 13 de junho de 2014

Determinações Bíblicas Para Ofertas Alçadas (Parte 2)



Além do dízimo, Deus registrou na Bíblia as ofertas alçadas como contribuições esporádicas que devem fluir do coração de Seus servos movidos pelo desejo de ir além de sua obrigação dizimal por gratidão, por uma causa específica, ou por uma necessidade extrema de auxílio de caráter social.
Observe algumas passagens bíblicas que nos mostram claramente nossas responsabilidades e privilégios perante Deus, no que diz respeito às ofertas.

Levítico 22:18-19 (Leia!)
Temos esta colocação nos versículos 18 e 19:
“Fala a Arão, e a seus filhos, e a todos os filhos de Israel, e dize-lhes: Todo homem da casa de Israel, ou dos estrangeiros em Israel, que oferecer a sua oferta, seja dos seus votos, seja das suas ofertas voluntárias que oferecerem ao Senhor em holocausto, para que sejais aceitos, oferecereis macho sem defeito, ou dos novilhos, ou dos cordeiros, ou das cabras.”
Desse registro aprendemos:
1. Mesmo sem nenhuma ocasião especial, a prática de ofertas voluntárias era permitida e disciplinada no meio do povo de Deus. Não existe, portanto incompatibilidade entre os dízimos e ofertas.
2. O que era ofertado deveria vir sem defeito, ou seja, não ofertamos daquilo que nós mesmos não queremos, mas sim do que é agradável e aceitável. Deus merece o melhor.
3. A determinação era para os israelitas e para os estrangeiros em Israel, ou seja, não podemos restringir a oferta voluntária apenas aos membros do povo de Deus. Lembremo-nos, entretanto, que são ofertas voluntárias e não demandadas, solicitadas, constrangidas. A responsabilidade primordial é do Povo de Deus.

Pense nisso!

Se gostou, deixe seu comentário e compartilhe com seus amigos nas redes sociais.
E conheça também...

Nenhum comentário:

Postar um comentário